Os Orixás e a Cabala (Kabbalah)

Quando estudamos a Cabala e a Árvore da Vida, uma forma comum de entender as relações entre as esferas e conceitos, é através das correspondências.

Por exemplo… Tipheret é a esfera associada ao Sol e ao chacra cardíaco.

A partir dessa relação, podemos compreender vários conceitos que estão ligados a essa esfera, como o “amor incondicional”, e também a conexão com nosso Anjo Guardião.

Também é comum associar as esferas a “deuses” e “mitos”.

Ainda em Tipheret, as associações mais comuns são com Cristo, Osíris, Rá, Apolo, e todos os deuses “sacrificados” ou solares.

Como no Brasil temos uma cultura muito grande das religiões afro, também pode-se associar os orixás às esferas (sendo Oxalá, pelo sincretismo com Jesus, sendo também associado a Tipheret).

Mas…

Essa é uma associação válida? Ou até mesmo possível?

Vamos descobrir.

O “problema” começa na própria base do que compõe o “panteão” do Candomblé e da Umbanda.

Cada casa cultua mais ou menos orixás à sua maneira.

Além de que em cada casa (e cada médium), “vê” os orixás à sua maneira. Como Oxum, geralmente com trajes amarelos, também pode ser vista com azul, laranja ou verde (ou outras cores).

Marcelo Del Debbio fez um trabalho bem legal aqui com essas relações. Concordo com alguns conceitos, mas hoje colocaria os orixás em outras posições.

Não que “eu” ou “ele” estamos mais ou menos certos.

Essa é uma visão alternativa, filosófica, e com alguns conceitos “em aberto” para refletirmos.

Para fazer uma correspondência que considero mais válida, procurei dentro do perfil da energia, “função” e história dos orixás, encontrar a relação mais próxima aos planetas e atributos das esferas.

Malkuth – Reino – Terra – Oxum

Malkuth é o Reino da Manifestação, o local onde a divindade habita. Em Malkuth habita a presença divina (Shekinah), a Noiva.Imagem Orixá Oxum em Resina

Inicialmente havia colocado Obá como a representação da “terra fértil”, que representa Malkuth. Porém, Obá é estéril. Sua relação está muito mais ligada a um relacionamento amoroso do que à fartura.

Por isso, Oxum é o orixá ideal para representar Malkuth.

É o orixá do ouro, da prosperidade, da fortuna, e também é fértil.

Por esse motivo, trago essa associação à esfera terrena.

É a representação da terra fértil e prosperidade que faz a ligação entre Malkuth e Oxum.

Yesod – Inconsciente – Lua – Yemanjá / Exu

Yesod é a esfera do Inconsciente, ligado à Lua e também às Emoções.

Como é através de Yesod que ocorre a Manifestação em Malkuth, trago a associação de Exu a essa esfera.

Porque é Exu, não como “entidade”, mas como “Energia”, que carrega as energias e as mensagens entre o mundo astral e o mundo físico.

Na Umbanda se diz que sem Exu não se faz nada. Como Exu também é o Senhor da Magia, não podemos esquecer da sua associação com Hod.

Porém, a associação mais válida com essa esfera é Iemanjá.

Porque o Inconsciente é associado ao Mar. Enquanto nossa vida consciente é como uma pequena poça de água, o nosso mundo inconsciente é o Mar

Da mesma forma, nossas emoções estão ligadas às nossas “águas”, e podemos navegar em águas calmas, ou em grandes tormentas.

Hod – Razão – Mercúrio – Exu / Oxóssi

Geralmente associa-se Exu com essa esfera.

Porque Hod está ligada aos pensamentos, razão, comunicação e também ao comércio.

É Exu quem traz as mensagens do astral para o nosso plano físico, e isso se dá através da esfera de Hod.

Todas essas são atribuições válidas e corretas.

Porém, ainda podemos ver essa esfera e associar outro orixá por outro ângulo.

Oxóssi também está ligado à fartura, à caça, ao comércio e ao Conhecimento.

Pela associação com o Conhecimento, também está ligado à comunicação, e por esse aspecto, também é uma associação válida com essa esfera.

Netzach – Sentimentos, Emoções – Vênus – Obá

Netzach é comumente associada ao “amor”, mas muito mais às nossas relações com as outras pessoas.

É através de Netzach que começamos a ter “visão da beleza” de Tipheret.

A relação mais óbvia costuma ser Oxum, porém, Obá é o orixá que chamamos quando queremos relacionamentos saudáveis.

Oxum tem uma ligação muito mais forte com prosperidade do que com o amo em si.

Quando precisamos de auxílio terreno, onde precisamos de foco, e também que nossas relações floresçam, devemos pedir a Obá por auxílio.

Tipheret- Beleza, Equilíbrio – Sol – Oxalá

A relação de Tipheret com Oxalá é um pouco mais complexa, porém de fácil entendimento.

Pelo sincretismo de Oxalá com Jesus, e por Tipheret ser o que chamamos de “Centro Crístico”, essa relação é direta.

O Sol representa a divindade em muitas culturas, e Oxalá pode ser considerado o “orixá da paz”.

Oxalá tem seu aspecto Oxaguiã, guerreiro, com o sol como fonte de energia, e seu aspecto sábio, Oxalufã, também como o reinando pacientemente e emanando sua Luz para todos os seres.

Geburah – Força, Rigor, Justiça – Marte – Ogum

Geburah é uma esfera incompreendida.

Porque está ligada à Força, ao Rigor e à Justiça. À destruição de conceitos antigos, para novos surgirem.

A energia em expansão de Chesed precisa ser restringida para tomar forma e se elevar.

Pelo aspecto justiça, a associação mais válida é Xangô.

Pelo aspecto planetário, de movimento e energia, Ogum poderia ser a associação mais válida.

Para chegar a um “acordo”, o tira teima são os aspectos Rigor e Severidade. Xangô é justo. Ogum aplica a lei como deve ser.

Essa é uma associação delicada, mas fiquemos com Ogum em Geburah.

 

Chesed – Misericórdia, Compaixão, Amor Incondicional – Júpiter – Xangô

Ok, essa é uma das associações mais difíceis de fazer.Imagem Orixá Xangô em Resina

Como amor incondicional está ligado a Xangô, o orixá da Justiça?

Vamos expandir alguns conceitos…

Júpiter é o movimento de Expansão, e também traz um aspecto de Sabedoria.

Um dos aspectos de Xangô é prosperidade.

O atributo negativo (vício) de Chesed, é a tirania.

Se somos justos, somos sábios. Se somos sábios, somos prósperos.

Amor (Expansão) em desequilíbrio, é prejudicial. Ao invés de ajudar, prejudica, ou em nome do amor nos tornamos tiranos.

Por esses aspectos associo Xangô a Chesed, para encontrar o Equilíbrio do Amor em seu lado oposto da Árvore (Geburah – Ogum).

Daath – Abismo – Nanã / Exu / Omulu-Obaluae

Pensei muito nessa associação e o que representam esses orixás.

Daath é o Abismo da nossa alma. Onde obtemos a compreensão do “Todo” (por isso o nome divino de Tipheret é IHVH Aloah Ve Daath, a Mente que Paira Sobre o Abismo).

Através do Sol que ilumina nossa alma, fazemos uma escolha consciente de nossas ações (karma).

O aspecto está ligado a Nanã (que é a Sabedoria de Binah), como a Exu, como “Executor” da Lei Divina.

E também podemos associar Omulu-Obaluaê a essa esfera porque em algumas lendas, o corpo desse orixá é o Sol (Luz Pura) que precisa ficar oculto sob a palha.

Da mesma forma, esses orixás nos auxiliam de acordo com nosso “merecimento”. Se optamos por tomar uma ação consciente “positiva”, cruzaremos o Abismo (Exu). Nossa alma será curada (Omulu), alcançaremos a Fonte da Vida (Nanã – Binah).

Assim como podemos tomar uma ação consciente “negativa”. Ao invés de nos libertar, nos aprisionamos, e ficamos presos no abismo do Ego.

Binah – Compreensão, Inteligência – Saturno – Nanã

Binah é a Grande Mãe, a origem da Vida.

Por sua associação com Saturno, também representa a Sabedoria, e um senso de Justiça duro… mas justo.

Nanã é o orixá mais velho, e que anda pelo “Umbral”.

Por isso pode ser associada com essa esfera (Inteligência – Saturno).Binah é a origem das Águas, e como dizem que a Vida surgiu do “Lodo Primordial”, esse conceito também liga Nanã à Binah.

Uma outra alternativa que também seria válida, é com Yemanjá.

Porque Binah também é chamado de “Grande Mar”. Como Yemanjá está associada ao mar, e é a mãe de todos os orixás, também poderia ser uma correspondência válida.

Chockmah – Sabedoria – Zodíaco – Orunmilá

Chockmah representa a Sabedoria, o Caos. A Luz Pura emanada de Kether, começa a tomar forma.

Nessa esfera encontramos todas as possibilidades do que é, do que foi, e do que será.

Por isso, Orunmilá rege o jogo de Ifá.

É considerado o Orixá mais sábio, e todos os orixás iam até ele pedir orientação quando tinham dúvidas.

Logo, essa é uma associação mais direta e fácil de compreender.

Sabendo todas as possibilidades do grande jogo da vida, podemos agir com sabedoria.

Kether – Iluminação – Primeiros Ventos – Odús

Essa foi a associação mais complexa, exatamente por Kether ser considerada a “primeira manifestação” da Luz na nossa dimensão.

Refleti muito se aqui poderíamos associar um orixá, como Ibeji, representando a pureza, ou mesmo uma ligação com uma linha de guias, como preto-velho.

Não fiquei satisfeito com nenhuma dessas associações, e parti do princípio “Assim como em cima, é embaixo”.

O primeiro versículo da Torá (em uma tradução livre alternativa) diz, “No princípio, vá Elohim e crie todas as coisas do Céu e da Terra”.

Apenas essa frase traz toda a essência da sabedoria da Kabbalah, e usei essa referência para associar Kether inicialmente com o Orun. Com o “céu”, onde todas as coisas são criadas.

Não é um orixá. É um estado da Alma, como o Nirvana.

Quando estamos em Paz e criamos as coisas no Céu, temos a manifestação da Luz na Terra.

Ainda explorando essa relação, por que os Odús?

Porque os Odús são os caminhos que os orixás criam e seguem nos ceús. Através dos Odús são formadas colônias no céu (como Aruanda, Jurema, e mesmo de “grupos de entidades”, como os ebés,  etc).

E da mesma forma que no “céu” existem essas colônias, elas também são criadas na “terra”.

As mesmas colônias existem em cima e embaixo, o que reflete a natureza de Kether. Através da espiritualização da matéria, alcançamos a Verdadeira Luz.

Uma Associação Viva

Essa não é uma associação final, mas é uma visão alternativa que podemos ter das associações entre os Orixás e a Árvore da Vida.

Como gosto de falar, não se feche em “caixinhas”.

As energias são dinâmicas, e todos os orixás estão em todas as esferas, assim como há uma nova Árvore da Vida inteira e completa dentro de cada esfera.

O Todo está na Parte, e a Parte está no Todo.

Se você quer saber mais sobre Cabala e nosso curso de Magia Cabalística, veja aqui um vídeo introdutório, ou ligue diretamente no Espaço Holos onde damos o curso presencial.

Você também pode baixar um diagrama em alta definição da Árvore da Vida aqui.

À Sua Vida Mais Próspera, Saudável e Feliz!

Guto Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *